Tipos de corpo: no que investir e do que fugir

Artigo colocado em Beleza, Cara e corpo, Moda | 0

Ampulheta, pera, retângulo, oval e triângulo invertido. Não são palavras ao acaso, nem nomeações sem sentido. Passamos a explicar-te.

Olhando para esta imagem, com certeza reconheces um tipo de corpo com o qual te identificas, mais ou menos. Com as devidas variações de altura, peso e medidas, o corpo de qualquer mulher deverá inserir-se numa destas tipologias. Aqui ensinamos-te a tirar partido do teu tipo de corpo.

Tipos de corpo, em Maxibolsa
Tipos de corpo, em Maxibolsa

O primeiro é talvez aquele de que ouves falar mais vezes. A mulher ampulheta é mulher com sorte: tem a cintura mais estreita, criando uma figura inegavelmente feminina. Pensa na imagem das pin-ups, com o peito cheio e as ancas largas. É um tipo de corpo que pede peças estruturadas, permite jogos com texturas e a cintura acentuada (com cintos largos, camisolas ou vestidos mais justos nesta zona). Este inverno, investe num sobretudo cintado, numa cor sólida, que fique bem com as roupas que normalmente usas.



As meninas que pertencem ao tipo de triângulo invertido têm normalmente os ombros mais largos que as ancas. Escolhe calças largas, ou saias em balão, para criar volume na parte inferior do teu corpo, equilibrando a tua silhueta. Utiliza padrões e texturas para gerar interesse visual na parte inferior e cores sólidas no tronco. Apesar de os casacos de pelo serem uma das tendências deste inverno, não são a melhor opção para ti. Lembra-te que queres chamar a atenção para a zona mais estreita do teu corpo. Se fores friorenta, opta por cachecóis ou golas em malha, em detrimento das golas altas. E que tal uma gabardina com saia rodada?

Se o teu corpo tem formato pera, faz o raciocínio contrário ao das meninas triângulo. Opta por peças mais discretas na parte inferior do teu corpo e peças com padrões na parte superior. Por muito que te custe, queima as saias volumosas e as calças à boca de sino (que já deviam estar queimadas há muito) e investe numa saia justa, com um cinto na zona mais estreita do teu corpo. Na parte superior podes brincar com golas, folhos e blazers estruturados.

As meninas com um tronco mais para o retangular, com pouca diferença entre a medida dos ombros, das ancas e da cintura, devem sempre escolher peças que criem a ilusão de uma cintura fina, desviando a direção do olhar para outras zonas. Drapeados são uma boa opção.

Se o teu corpo é mais do tipo oval e tens uma barriga redondinha, não precisas desanimar. Como sempre, o ideal é a aparência de uma cintura fina. Como o podes fazer? Roupas justas com cintos são uma opção, embora possas (e devas) também criar volume e interesse visual na zona dos ombros, com casacos estruturados e cintados (não muito curtos e com cinto), com aplicações nos ombros. Camisolas com riscas horizontais são expressamente proibidas.

Deixa uma resposta